ATITUDES QUE MUDAM O MUNDO: COMO VIVER DE FORMA SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL?

Nos últimos anos temos vivido numa era de constantes evoluções, referentes à nós indivíduos e ao meio em que vivemos e que permitiram que alcançássemos resultados extraordinários e avanços inimagináveis se pensados há 50 anos, por exemplo.
E para estarmos em sincronia com essa aceleração, por vezes deixamos de cultivar hábitos saudáveis e sustentáveis e levamos a vida numa “incessante pressa” inconscientemente, o que sobra pouco tempo para olhar para si e para o mundo.

Agora que propusemos esta reflexão para você, que talvez tenha se identificado um mínimo que seja com o que mencionamos acima, apresentamos algumas atitudes pequenas mas que são capazes de mudar você e mudar o mundo através de atos conscientes em defesa à natureza e à sua própria rotina sustentável.

• Upcycling

O upcycling é a prática de criar algo novo a partir de algo antigo. É nada mais, nada menos que o bom reaproveitamento do ciclo de vida seja de uma roupa, acessórios, cadernos dentre outros.
Como resultado, o praticante do upcycling tem um item:
Original:
Pois ele recria algo totalmente inovador a partir da sua criatividade no item em questão e que não há réplicas no mercado;
Consciente:
Tendo a noção de que o material pode ser reutilizado e transformado através de práticas sustentáveis, ao invés de descartado, muitas vezes incorretamente.
Rentável:
O custo do material para a transformação e reutilização acabam saindo mais baratos dos que são fabricados em linhas de produção.
Sustentável:
O praticante pensa no meio ambiente e dá outra chance ecologicamente correta para o material o qual reutiliza.

• Plante uma horta orgânica

O cultivo de uma horta orgânica pode iniciar-se da maneira que for melhor para você: em pequenos vasinhos caso não tenha muito espaço em casa, ou caso contrário, no próprio quintal. O importante é começar!
Os benefícios do cultivo próprio vão além da alimentação: trata-se de envolver-se ativamente com a natureza e de fato “colocar a mão na terra”, plantando para subsídio e gastando menos recursos naturais e, ainda, refere-se também a cuidar das plantinhas sabendo que elas se desenvolverão sem trazer impactos negativos ao meio ambiente, já que são livres de agrotóxicos e adubos químicos.
Através do plantio da horta orgânica, você também motiva-se a adequar-se à uma alimentação orgânica, saudável e sustentável, trazendo mais qualidade de vida para você e estimulando uma forma harmônica de conectar-se à natureza.

• Reduza o uso de automóveis poluentes

A utilização dos automóveis pode ser mais prática, mas não é a mais sustentável para o mundo. Sabendo disso, alterne entre andar de carro/moto por andar de bicicleta, patins ou à pé. Além de estar praticando exercício, você terá tempo para observar as paisagens do local onde está andando e fazendo um incrível bem ao meio ambiente por deixar de emitir gases e poluição sonora que prejudicam não só a natureza, como impactam em algum ponto da vida o próprio ser humano.

Outra opção é o transporte/carona solidária, o qual você pode dividir com amigos e familiares para revezar o uso do automóvel, onde iriam 4 carros com 1 pessoa, transforme para 1 carro com 4 pessoas, o que já ajuda a impactar o meio ambiente de forma reduzida!

• Pratique a regra dos 5R’s

Através da reflexão e do comportamento do consumidor sobre a forma de reduzir os resíduos que produz em frente ao próprio consumo, a regra dos 5R’s é comentada há anos e ainda assim não deixa de ser uma tendência viável na hora de pensar num mundo sustentável.

Os 5R’s são definidos por cinco ações:

Repensar
O ato de repensar refere-se a voltar o olhar para os próprios hábitos e consumo. É saber identificar questões chave da sustentabilidade: sei separar e descartar o lixo corretamente? Isso que estou comprando é realmente necessário? Esse item precisa mesmo ser descartado ou se transformá-lo, ele tem alguma outra utilidade?
Essas são algumas das questões que você deve fazer pra si, para que saiba de que melhor forma agir em prol da natureza.

Recusar
Uma das formas mais eficientes em evitar desperdício é saber dizer “não”. E essa recusa inicia antes de comprarmos ou aceitarmos algo, como as sacolinhas plásticas, materiais impressos publicitários que não sejam do seu interesse, alimentos não orgânicos, dentre outros.
Recusar produtos que agridam o meio ambiente e recusar o consumismo exacerbado de coisas que não lhe são necessárias são formas de efetivar essa ação.

Reduzir
A execução da redução trata-se de minimizar o consumo desnecessário de itens que muitas vezes são obsoletos. Troque embalagens novas por refis, lâmpadas incandescentes pelo tipo LED, usar bolsas/sacolas ecológicas quando ir ao mercado, comprar alimentos a granel e outras formas de reduzir o consumo que tenham alternativas duráveis e sustentáveis garantidas.

Reutilizar
A reutilização de materiais que teriam sido destinados ao lixo se você não tivesse repensado, como mencionamos no primeiro tópico, faz com que transforme itens, dê uma nova vida e utilidade para eles.
É uma ação que pode ser feita através de reforma de roupas, eletrodomésticos, móveis e até doações de itens que para você não sejam mais úteis, mas para quem recebe tenha utilidade ainda.
Resíduos como plásticos podem virar arte, papéis utilizados viram rascunho e daí por diante.

Reciclar
E chegamos no último item: reciclar.
Realize a coleta seletiva e descarte os itens de forma correta. A partir da reciclagem, os resíduos que que passaram pela coleta são transformados em novos produtos e tem impacto benéfico na natureza por ajudar na minimização da poluição, a reduzir consumo dos recursos naturais como água e energia e ainda gera renda para muitas pessoas.

Agora que destacamos algumas atitudes de bem com enfoque na preservação ambiental sustentável e saudável, que tal colocá-las em prática?
Conectar-se com a natureza e com o mundo é uma das formas de conectar-se com si mesmo e praticar ações que além de fazerem o bem, te deixam focado no presente!

× Como posso te ajudar?